28 abril 2015

Me deixa ser o teu acaso mais bonito

Deita aqui do meu lado e deixa eu adormecer no teu peito. Deixa eu viver nesse mundo encantado dos sonhos, onde tudo é estável e permanente. Deixa eu te conduzir para o meu mundo e te guiar pelos meus labirintos mais secretos. Deixa eu te dar a chave do meu coração e o passe livre para o meu corpo. Penetra na minha alma e preenche as minhas lacunas. Me faz cafuné e deixa eu te contar dos meus planos. 

Toma uma cerveja comigo e divide um cobertor. Me empresta o teu ombro para que eu possa me escorar, enquanto leio algum livro do Bukowski. Abre os teus ouvidos para eu falar sem parar coisas bobas. Olha nos meus olhos e me desvenda inteira. Presta atenção nas reações do meu corpo, ao sentir o teu toque. Me conta dos teus medos, planos e sonhos. Compartilha comigo um pouco do teu tempo. 

Me observa de canto, me joga no canto e me beija em demasia. Acampa comigo no meio do nada. Vira uma noite comigo jogando vídeo game. Me pede carinho, que eu te encho de beijinho e ainda te falo que na vida ninguém é feliz sozinho. Vamos viajar sem destino, trilhar um caminho e no fim da noite eu te faço meu ninho. Deixa eu te desvendar e te descobrir. Deixa que tudo aflore naturalmente como tem que ser.

Respeita a minha liberdade e o meu espaço. Entenda que mesmo eu querendo ir conhecer o mundo, eu sempre vou querer te ter como meu porto seguro. Vamos dormir de conchinha, compartilhar o mesmo travesseiro e dividir a minha cama de solteiro. E que mesmo eu sendo um caso perdido, tu foi o meu acaso mais bonito. Deixa que eu adivinho tuas vontades, tento suprir algumas das tuas necessidades e te falo que o meu apreço cresce a cada dia mais por essa cidade.

Não quero passar a ideia de estar te sufocando ou te assustar com toda essa minha euforia relacionada à ti. Deixo bem claro, que a inspiração que tu me causa é surreal, conseguiria escrever um livro de mil páginas sobre ti sem ao menos fazer o menor esforço, porque fluiria instantaneamente e naturalmente. Passei tantos anos me repreendendo e me reprimindo, que agora que todos esses sentimentos despertaram e vieram à tona, eu não sei como lidar. 

Quero dar valor enquanto ainda te tenho ao meu lado, quero demonstrar o quanto és especial e importante. Quero cuidar desse sentimento, regar e fazer florescer. Quero apreciar cada momento, observar cada movimento, memorizar cada detalhe e gravar cada palavra. Escutar tua respiração ofegante, enquanto nossos corpos estão entrelaçados e ser conduzida por esse sentimento que eu não sei explicar o que é, mas que me inunda de paz.

Não acredita quando digo que gostaria de me afastar ou quando digo que não quero mais. É puro medo e insegurança, não deixa que eu fuja por temer uma coisa que eu criei na minha cabeça. Tenha paciência com as minhas pequenas crises e com a minha falta de noção de direção. Me provoca bebendo água e depois morde o lábio e dá aquela piscadinha pra mim, que eu me derreto toda.

Entenda que eu sou mais poesia do que mulher, que eu vivo em mundo que mesmo negando é repleto de sonhos e de amor. Que eu tenho na alma diversas cicatrizes, mas eu não guardo mais rancor. Que apesar de toda minha contradição, hoje eu vejo o mundo como um lugar bom. Que mesmo sendo perdida, foi nos teus olhos que eu encontrei a minha saída. E que querendo ou não, foi pra ti que eu me fiz inteira e deixei de ser repartida.

Bárbara Martins.